Archive for the ‘histórias com”H”’ Category

espalhe o trigo

05/11/2013

historias

Desapareci de novo né gente?

Mas tô voltando hj pra contar mais uma história com “H”!

E pra vc que não me conhece pessoalmente, vou contar uma historinha bem rápida, pra não perder o foco da historia principal de hj!

Se eu fosse vc, lia até o fim….

Já passei diversos momentos na minha vida… e vamos chama-los de estações!

Algumas pessoas olham pra mim hj, veem a minha casa, o que tenho, e isso sou eu! Sou mais do que “tenho”.

Graças a Deus, realmente sou muito alegre, positiva, talentosa… mas já passei por muitos desertos, invernos, momentos de sequidão, choro, faltas… perdas! Sim, muitas perdas! Mas sempre o meu coração estava fincado em acreditar que Deus pode todas as coisas, e que sempre cuidou de mim! Sempre cuidará!

Tenho um grupo de amigas especiais que nos reunimos uma vez por mes para compartilhar nossas estações!

Sempre tem uma passando por uma primavera, uma no outono, a maioria reclamando como é dificil o inverno, pois são dias dificeis… E foi assim, que na sexta feira passada fui contar a elas que eu estava em pleno

I N V E R N O !!!

Muitas se assustaram, pois mesmo elas sabendo o que Deus está fazendo na minha casa, na minha familia, dificilmente me sinto triste, ou sem força, ou sem palavras para distribuir!

E não tem como gente, o inverno chega para todas…

Ele nos faz ficar + quietas… sem querer sair… e aí começa a história!

Meu marido e meu filho foram jogar tenis no sábado, fim de tarde! Resolvi então ir ao super mercado comprar umas coisinhas pro almoço de domingo…

Qdo é inverno, suas provisões estão mais baixas… vc não sai pra comer fora…

Pensei em ir ao Pão de Açucar, mas no inverno é importante não se gastar!!! Vou ao Extra mesmo!

Ai ai ai! Sabado, finados, 6 hs da tarde, Extra! Eu e mais centenas de pessoas… 70% dos carrinhos do mercado não estavam no estacionamento! Logo, estavam na loja!!!! Ui!

Lá fui eu! Peguei o que precisava pro almoço e para uma sobremesa especial que ia fazer e fui para o caixa!

TODOS cheios! Ou lotados. Parei meu carrinho tranquila, atras de uma familia de umas 6 pessoas, e pronto. Logo parou outra pessoa atras de mim e assim por diante.

Fui buscar uma água na geladeira (essas dos caixas) e pedi pra sra que estava atras de mim só ficar atenta!

Geladeira vazia! Apenas 1 coca zero! Vai ela mesmo! Voltei, e a tal sra já começou a puxar conversa!

– Olha dona, eu não vou pedir dinheiro não!

e eu pensei comigo mesma, nem eu vou dar!

Fiquei olhando pro rosto dela, vi que não tinha varios dentes da frente, mas estava limpinha…. e ela não parava de falar…

– Sou de Carapicuiba…

Nessa hora, parecia um filme. Eu olhava pra ela, falando, mas não ouvia o que dizia. Ouvia Deus falando comigo.

– Filha, vc vai ajudar essa mulher!

– Bom Deus, eu tô no inverno. Tenho R$ 50,00 em dinheiro! Vou dar pra ela????

– Não, filha, vc não vai dar dinheiro,  vai pagar o carrinho todo!

– Como assim Deus, se eu falar pro Marcelo (marido) que paguei 1 carrinho de super, pra uma mulher q n conheço e nós estamos nesse inverno, ele vai me internar!!!

 Eu olhando pra mulher, não ouvia nada, não falava nada, mas na maior discussão com Deus, então falei:

– Olha moça, pode passar na minha frente que vou pagar o seu carrinho todo.

Ela disse algo como, – Só os justos… e não ouvi mais nada de novo.

– Eu cuido de vc! Da sua casa! Eu estou trabalhando aqui!

Sempre tive um coração sensivel para dar… generoso! Mas essa jamais seria uma época em que eu estaria dando!

Como não sei nada né????

E não vou ficar contando o que fiz e o que não fiz… mas me lembrei de uma palavra que recebi há mais de 13 anos que dizia:

“Lança o teu pão sobre as águas, pq depois de muitos dias, o acharás”   Eclesiastes 11:1

Não era um carrinho muito cheio. Tinha um pacote de fraudas, leite ninho, e mais uns 12 ítens talvez!

Confesso que fiquei torcendo pra não sair muito caro!!!!

Eu não sabia, que nessa mesma hora, em outro lugar, algumas dessas minhas amigas estavam reunidas e sentiram de Deus que deviam fazer uma oferta para mim!

Eu nunca recebi uma oferta na minha vida!

Recebi a ligação de uma delas me contando que elas queriam me aquecer nesse inverno com uma oferta especial e me falou o total do valor em $$$ que iam me DAR de presente!

70 vezes o valor da compra daquela mulher.

Vcs entenderam???

70 vezes o valor do que dei!!!!

Deus fala conosco com números, com sussuros, mas Ele fala sobre o amor dEle quando somos abençoados com uma necessidade do fundo do nosso coração!

Essa Palavra profética que recebi, e obedeci, quero distribuir para quem entende o que aconteceu aqui nessa história…

“Lança o teu pão  é um imperativo para jogarmos, longe, darmos, o trigo, o pão, o sustento,

sobre as águas, pq não sabemos para aonde vão… se elas estão cheias ou baixas…

pq depois de muitos dias, pode ser na rua, num supermercado, na sua casa… num inverno!

o acharás!

O trigo sempre, ou na maioria das vezes, se bem trabalhado, cresce!

Dobra! E pode chegar a ser multiplicado!!!!

Eu vivi isso!

Agradeço a Deus por amigas que ouvem o sussurrar de Deus, e

amo muito a Deus porque Ele sabe cuidar tão bem do nosso coração… principalmente no

I N V E R N O!

beijos

Entendam, é muito mais que dinheiro!!! É muito amor Dele por nós!!!

Anúncios

meu presente de dia das mães

12/05/2012

Não posso deixar de contar para vcs desse presente…

A Marcella nasceu quase 8 anos depois do Duda! E da mesma forma, assim que ela chegou em casa, entramos no seu lindo quartinho (caprichadinho) e disse ao Marcelo. Agora, nós vamos entregar nossa filha à Deus!

Ele ainda não era convertido, mas tinha temor e muito respeito às coisas que eu falava em relação ao Pai.

Assim, levantamos ela para o alto, oramos e consagramos a vida da nossa bebe ao Senhor…

Qdo a Marcella tinha 4 anos, Deus já estava trabalhando a converção do Marcelo, e ele estava começando a frequentar uma célula (reunião em casa para estudo bíblico).

Fui uma tarde com a Cellinha numa obra prox. ao Borba Gato, e o pastor alemão do cliente atacou-a no pescoço em 2 mordidas, enquanto acertava alguns detalhes com o pintor… na garagem… no mesmo local aonde ela estava…

O pintor gritou, o cão soltou-a, ela caiu no chão, e eu fui socorre-la. A carne do seu pescoço estava caída com a mordida, e ela muito assustada. Pedi para a empregada bastante algodão e agua numa bacia.

Felizmente nã0 sangrava muito – o que assusta mais! Com o algodão úmido, ajeitei a pele no lugar p/ não sangrar, coloquei-a sentada no banco do carro para que pudesse vê-la, e fui direto para o Eistein. Liguei para o Marcelo e ia conversando com ela… que ela era mto corajosa, que não estava chorando… que tinha sido um susto, mas Jesus guarda nossas vidas… e assim fomos…

Claro que aquele carro estava cheio de anjos guardando as nossas vidas! Me dando uma tranquilidade sobrenatural… mantendo a Marcella sobria e alegre (sua grande caracteristica) e assim chegamos e fomos atendidas na emergencia! Foi necessario chamar um cirurgião plástico, pois a infecção causada por mordida de cães pede uma escovação e higienização muito apurada… Ela teve que ser cedada. Anestesia geral. Tomou + de 100 pontos. As mordidas atravessaram sua mandibula. Hoje, 14 anos depois, não se nota nem o risco da linha dos pontos tomados de orelha a orelha, todos na linha da divisa do queixo com pescoço!

“milagre”??? sem dúvidas!

“traumas”??? ela quiz 2 cachorros e ainda quer mais…

Desde esta experiência, eu sabia que Deus guardava a vida da minha caçula e tinha para ela um propósito especial!

Nossa casa foi cada vez vivendo experiencias únicas e pessoais com Deus.

Na adolecencia da Marcella, mudamos de igreja, ela mudou de escola, e é uma época marcada por fatos novos… Ela perdeu o interesse pelas coisas  “espirituais”, e qto mais insistissimos, mais isso causava um “bode”.

Para mim, as coisas espirituais são como comidas. Se somos obrigados a comer, perdemos a chance de descobrir o prazer dos alimentos. Se somos obrigados a ir a igreja, perdemos a chance de receber um banquete de prazer da presença de Deus… Assim como não conseguimos explicar o sabor dos alimentos, não sabemos tampouco explicar o que é esse banquete!!!!

Resolvemos apenas orar para ela ter saudades do que aprendeu “no caminho”…  Nós não lhe apontamos o caminho que deveria andar, mas andamos com ela no caminho em que deveria andar e continuamos andando nele…

Qdo ela tinha uma prova, uma dificuldade, pedia para o pai orar com ela, e o bondoso Pai, ouvia a oração e atendia. Isso sempre facilitou o “caminho estar aberto sempre”!

No domingo passado ela pediu para ir conosco a igreja. Agora já tem 18 anos. Tem 1 namorado (muito querido – gostamos muito dele) e é responsável por suas escolhas!

Perguntou se o culto ia demorar, e dissemos que provavelmente sim! Mesmo assim, ela foi. Quiz sentar-se entre eu e o pai (super apegada a esse pai)!

O presente que recebi nesse dia das mães foi esse queridas…

Quando o pastor perguntou quem não tinha tanta certeza assim da salvação… que já viveu anos na igreja, mas se o mundo agora acabasse, teria certeza que iria para o céu com Jesus nessa noite mesmo, ela foi encostando sua cabeça no ombro do Marcelo, olhos cheios de lágrimas…

Ele com aquela voz de paizão apaixonado disse: – Vc tá na dúvida? Quer que eu vá lá na frente com vc? … Simplesmente me ajoelhei e vi os 2 chorando indo fazer a coisa mais importante da vida! Se servir do banquete eterno!!!!

Ela voltou diferente! Houve festa no céu! Festa no meu coração, e sei que ela agora vai gerar esse banquete para tantas pessoas que ela ama!!!

Mais uma vez, eu não fiz nada! O Senhor fez tudo, então, glória e honra, e todo o poder para Ele, somente para Ele! Amem!

Feliz Dia das Mães!

Se ainda não aconteceu com vc, ore, pois vai acontecer!!!!

beijos

dia das mães com historinha…

08/05/2012

Dia das mães…

Se somos mães, é porque temos o privilégio de receber de Deus, o presente de ter filhos…

Da minha barriga, nasceram 2 filhos. O Eduardo e a Marcella. Mas não são os únicos que tenho, pois Deus me presenteou com a Mariana (filha do Marcelo – meu marido) e com muitas jovens que sempre estiveram ao meu lado!

Hj, vou falar do meu primeiro filho. O Duda. Ele tem 26 anos e ainda esta solteiro (embora se trate de um dos melhores partidos de SP – kkkkkkk) !

Eu posso dizer, um menino especial, mas com certeza vcs o verão como um “homem de Deus”!

E foi assim que sempre quiz! Desde o dia que ele chegou da maternidade e o consagramos ao Senhor! E a partir daí, do dia que ele chegou, já passou a não ser mais meu e sim do meu Pai!

Vou contar 1 das muitas experiências que passamos juntos.

Na escola em que o Duda estudava, um grupo de +_10 alunos, foi escolhido para fazer 1 intercambio em N. York por 2 meses na casa de 1 casal de pastores.

 O objetivo era melhorar o ingles deles, realizar as tarefas de casa,  estudar,  ir a jogos ( futebol americano), enfim dar a vivência do “morar fora” !

Para isso, os alunos precisavam de recursos para esses 2 meses, e teriam que se comprometer em falar somente em ingles!

 

O Duda só tinha o compromisso de falar o inglês! O dinheiro para a passagem e seus pequenos gastos lá, não

 

Ele era um bom aluno. Vamos dizer assim, nota 7 e 7,5. Estava passando para o 1o. ensino médio. Achei um bom investimento, mas não tinha o dinheiro.

 

Foi então que uma amiga me apresentou em setembro para um casal de empresarios que estava montando um escritorio na Berrini, para que eu fizesse um projeto para o tal escritório. Vou encurtar a história… fechei o contrato c/ eles com o valor exato que compraria as passagens + dólares para os gastos pessoais!

 

O pai do Duda ajudou com uma parte, mas o milagre veio desse projeto ! (que ficou maravilhoso por sinal)

 

Percebia talentos no Duda com informática, e disse a ele que o que ele trouxesse de volta em US$ eu dobraria para comprar 1 computador para ele. Para o quarto dele.

 

Gente! Esse menino, viveu nesses 2 meses experiências incriveis com Deus! Estudou pra caramba! Ajudou muito na casa. Eram suas férias, mas aplicou esse tempo em se tornar excelente.

 

Quero dizer pra vcs que esse casal de pastores, me ligou qdo os alunos voltaram ao Brasil, dizendo que a casa deles estaria sempre aberta ao nosso filho.

Que ele não falou 1 palavra sequer em português… e bla bla bla….elogios….

 

Ele trouxe uma camiseta de presente para o pai, um presente para a irmã, um para mim (fofo) e pro Marcelo e trouxe……. US$ 650,00… dos mil que levou.

 

Quase fiquei brava por ele não ter gastado quase nada em 2 meses com ele mesmo!  Mas ele tinha alvos… Tinha uma meta maior! Seu computador!

 

Eu e o Marcelo, compramos um computador para o querto dele. Ele decidiu que estudaria nos EUA. Nunca mais tirou uma nota meio baixa. Sua média em todo ensino médio foi 9,4.

 

Depois de 2 anos, foi fazer sua faculdade na Liberty University, uma grande universidade cristã, Fez Administração e Marketing  e um curso paralelo de Fundamentos Biblicos.  Foi graduado como aluno “HONORS” .  Média das notas ao longo do curso todo 3,6 de 4,0.

 

E ele tem sido excelente em tudo que faz, para Deus, não para mim!

 

São muitas as histórias que vivo com ele até hj!

As vezes, qdo chega em casa, me chama e diz:

– Moms! Pode vir aqui um pouquinho????

Entro no seu quarto, sento no pé da cama, e ele me conta… falamos… falamos…

Amo!

Ai como é gostoso ser mãe!

Como é gostoso ter os filhos que Deus nos entrega, para contemplar o que ELE desenha e realiza!

Obrigada Deus, pelo Duda, pela Marcella… pela Mari, pela Marina, pela Ju, pela Lele, pelo Edu , pelo Rica…

É isso aí gente…

um beijo, Helena

pintura profética…

30/12/2011

o convite

Já não era o primeiro ano que isso queimava no coração do ap. Rina… “pintura profética durante a adoração”!

Então, esse ano, durante a Conferencia Profética na Igreja Bola de Neve, na 3a. feira a tarde ele me fez o convite novamente…

“- Você vai pintar nessa conferencia??? ”

Eu havia tido um encontro tão forte com Jesus no culto  daquela tarde, que foi impossível negar qualquer pedido … só precisava de um tempinho para comprar  absolutamente “TUDO”.

(para vcs terem uma idéia, é pintar uma tela no momento da adoração +/_ 1 hora , 1/2 luz,  no palco, num culto com aprox. 4.000 pessoas)

os preparativos

e vou contar pra vocês, como eu e Deus, fomos conversando para tudo acontecer….

Ele falou ao meu coração: 

“- Será tudo novo!  – Você começará a pintar na adoração de 6a. a noite, sábado e concluirá no domingo a noite.

Normalmente, sempre que sirvo a Deus com meus talentos, Ele me dá as idéias à noite… de madrugada…

Elas vem!            Não consigo dormir!            Me agito!

Elas vão tomando uma forma…        Eu vou visualizando! 

3a. à noite, nada!             Madrugada, nada!                4a. feira e nada…

– Meu Deus… será que vou ter que desistir???

Na 5a. feira às 6 hs da manhã Ele me acorda! (é o meu melhor soninho!!!) E começa me falar o que vai ser… e não como vai ser… nem como vai ficar…

  • Me disse para fazer na igreja como faço na minha casa!    
  • Nada de cavalete!
  • Falou sobre divisões simétricas da tela.
  • Falou sobre as estações do ano… sobre tempo e um grande relógio!

Depois de 1 hora voltei a dormir…

A tarde, depois do almoço, sabia que tinha que preparar tudo para o dia seguinte… e aí veio o gentil convite do Pai:

– Filha!  (eu já estava no carro, quase entrando na Marginal)

– Se alegra!      Nós 2 vamos às compras!

– Eu vou fazer chegar tudo até você !!!!

– Novo tempo!             Novos pinceis!             Novas tintas!

E foi uma tarde maravilhosa… Eu amei a luminária que dava o foco na tela… ela tinha um controle de intensidade de luz… estava com o preço “especial” e desconto… a caixa nova para as tintas e pinceis… todos os presentes….

 o primeiro dia

sexta

Na manhã de 6a. feira, fui acordada as 6 horas novamente.

Não era para eu tocar nem riscar em nada da tela fora do altar!

Tudo seria feito lá! Riscos! Traços…

Deus pediu-me para levar tudo que eu precisasse: lápis, moeda, clips, barbante, fita, … e ia me lembrando cada elemento…

Eu não estaria na minha casa… Não teria a quem recorrer!

Como Ele me usaria se eu não estivesse “totalmente previnida” ?

Passei o dia me preparando… não em tecnicas… buscando a Deus!

.

a primeira noite

sexta

Orei para que me desse mãos limpas, e um coração puro para fluir com a adoração!

Nesta noite, a tela foi dividida em 64 retangulos, representando 16 ciclos… de 4 estações…

Da esquerda para a direita foram pintados a primavera de verde, e ao lado dela o verão em tons de amarelo, laranja e vermelho!

As misturas desses tons iam acontecendo espontaneamente de acordo com o louvor, respeitando apenas os espaços determinados.

Na linha que seguia abaixo da primavera e verão teríamos o inverno e outono, mas, mas, durante a adoração o Senhor falava sobre “fogo – queimar – e céu na terra, céu na terra” , a tinta vermelha veio preecher um desses espaços!

Ela não tinha nenhuma mistura. Era pura.

Qdo acabou a adoração, me afastei da tela para ver o resultado e vi que esse tom estava na linha de baixo, e como conseguiria carcterizá-lo como “óutono”?

E o Senhor me falou:

 – Aqui representa meu sangue. – Não mexa.

a primeira tarde

sábado

Mais uma vez, na manhã do sábado, às 6 horas, o Espirito me acordou e continuou a me contar o que seria, não como seria!

E tudo que contou no sábado, falou que eu “falaria no domingo” … e esse seria o significado!

Na adoração do sábado, a base da tela ficou pronta.

Outono e inverno preencheram os espaços!

Os tons do outono eram pastéis pois seriam preenchidos com muitas sementes….

Os tons do inverno, embora eu tivesse preparado um pouquinho de cinza, pincelei, e tive que parar… não era isso. Azul. Azul claro. Azul aguado.

Os pinceis, os tons, a tinta… a adoração… Foi um momento tão incrível!

Havia um violino tocando… algumas vezes tive que parar tudo e me ajoelhar, e simplesmente, adorar!

.

.

a segunda noite

sábado 

Base pronta…

Parecia o revestimento do mezanino da igreja… as madeirinhas de demolição da “nave mãe”….

Tintas coloridas preparadas…

Pincéis de diversos tamanhos…

Acho que nunca vou esquecer o que foi acontecendo com meu coração nessa noite!

Havia festa na adoração!

.

.

Flores na primavera!

Eram flores pintadas com apenas um encostar de pincel e tinta! Pássaros! Borboletas… alegria! De um lado para o outro! Muita alegria! Festa!

 

Deixa fluir o rio… águas pra refrescar no verão

.

Sementes… muitas…. Diversos tamanhos coloridas!

Muitas… diferentes…. Locais diferentes …. Formas diferentes… um outono

espiritual chegando!

No inverno… o céu azul… azul… azul.

a última noite

domingo

Nessa manhã, não fui acordada.

Sabia o que tinha que concluir.

Sabia que não seria eu, mas seria atraves de mim!

Com um pincel atomico, dividi as 16 estações…

.

.

Com o barbante e pino, econtrei o eixo das 12 estações da direita, e dali, sairia a marca do relógio… definindo o tempo.

A marca representando o sangue estaria a esquerda, for a do tempo.

Sobre toda a tela, uma massa branca, aguada, seria passada.

Como um vapor… um selo.

Ali, não era possivel molhar muito a tela, mas proféticamente passei um pedaço de pano branco cortado, (instruído para eu levar), molhado em bastante água!

Esse movimento de águas passadas sobre as estações, possivelmente tenha um significado de batismo, tempo novo, ciclo novo.

Saída do 11 para o 12.

Entrada para um ano profético multidivisivel!

Tribos, discipulos…

Ano de se gastar tempo com o que tem valor… lembrando-se sempre da marca do sangue de Jesus.

O maior valor de algo que já foi pago!

A necessidade de se passar por cada um das estações espirituais, sendo capazes de nos sacrificar… de valorizar esse sangue.

Este é um ano de muitas sementes… e semear em vidas, se doar…  

Em 1 ano de ciclo completo, teremos como os 12 discipulos na multiplicação, nossos cestos cheios na próxima colheita!

Assim, aconteceu em dezembro de 2011, minha primeira tela com pintura profética! Sei que muitos outros artistas serão levantados por Deus nesse tempo para falar através das artes… evangelizar… curar, restaurar! 

A arte é um instrumento de libertação… de expressão da alma e do espirito também…

Precisamos ser dirigidos por Deus por esse rio que nos leva a sala do Trono!

Vamos junto!

Feliz 2012!!!

Helena

os natais da tia Nydia….

17/12/2011

Nunca conheci uma pessoa que amasse tanto o Natal como a tia Nydia.

O “almoço dos Kerr” já possuia data marcada com antecipacão  no calendário.  O dia do encontro dessa numerosa familia, acontecia na casa da tia Nydia, em Campinas, sempre num sábado!

 

Filha mais velha do reverendo William, renomado pastor presbiteriano, esse amor pelo Natal, a fez reunir seus irmãos(ãs)  , esposos(as), filhos(as), netos(as) por toda sua vida.

 

Desde o primeiro dia de dezembro, os enfeites de Natal, saiam dos armarios, e tomavam liberdade pela casa toda!

Vermelho, verde… muitas velinhas! Papais Noel… Botas… Sininhos… (ela amava sinos – eram muitos e muitos) Pinheirinho!  Luzinhas… bolas, laços, guirlandas, renas!

Toalhas de mesa… Toalhas de lavabo… panos de prato!

Enfeites pendurados! Estrelinhas! Muitas delas! Douradas, prateadas…

Suas roupas tinham sinais do Natal… Um ou outro detalhe! Mas sempre tinham.

Na véspera do almoço, cada detalhe estava perfeitamente em seu lugar!

Eu nunca a vi estressada pela correria dos preparativos, e sim sempre muito, muito feliz e emocionada!

 

As comidas eram trazidas pelas familias… Cada uma, responsável por alguma determinada coisa…

Deliciosas! Passaram mais de 20 anos e ainda consigo me lembrar de como era bom! Como era farto! Sobremesas… frutas… panetones, rabanadas!

Pilhas de prato!!!! Copos? Eram tantos…

Era muita gente! Mas também era muita alegria!

Os homens conversando na sala! O tio Octavio, marido da tia Nydia, sempre engraçado, contando casos intermináveis…

As mulheres na cozinha… Outras olhando as crianças… Entre conversas, todas ajudando!  Muitas risadas!

Os mais jovens, ouvindo os mais velhos… rindo com as mesmas histórias de sempre!

Crianças correndo no gramado!

A casa era simples, mas ampla… térrea… Em todos lugares havia gente! ( e enfeites)

 

Mas, quando a tia Nydia chamava a todos, com sua voz emocionada, tremula por causa das lágrimas… sabíamos que ali, começava o Natal!

 

Ela se sentava ao piano, cantavamos!

Tio Octavio, orava! Oração de detalhes!

 

 Tocava um “corinho” para as crianças:

“ Pinheirinho que alegria… “

Ela fazia questão de que todos sentassem à sala para que as crianças menores ouvissem as histórias de Jesus! Montava paineis com personagens… flanelógrafo!

Pedia aos priminhos mais velhos que ajudassem a manter a atenção e a narrativa das histórias!

Sempre chorava e agradecia a cada familia que ali estava.

Também mencionava aqueles que por acaso não tivessem ido, para lembrar que eles faziam parte daquilo!

Ninguem amava tanto o Natal como a tia Nydia.

 

Seu amor em falar de Jesus…

Seu amor em receber cada familiar ali…

Não falavamos em presentes…

Pelo menos, não me lembro!

Esse era o presente!

Eu não sou nada, nada saudosista, mas se é pra falar de Jesus, se é pra deixar marcas assim na minha familia, se é pra espalhar e se emocionar com o amor da vinda de Jesus, eu acho que preciso começar a gostar de novo desse tipo de Natal!

 

Como está sendo o seu Natal? Feliz?

Faça esse ano, um Feliz Natal!

P.P

PS. Recebi agora o comentário da Marcia, filha da saudosa tia Nydia e quero repassar para vcs, pois me emocionei muito!

“Não foi a toa que Deus a chamou no Natal e toda a família estava reunida ali para se despedir dela, e lembrando da sua alegria de tê-los todos juntos no Natal!” 

 Tia Lilian já escreveu para você “Helena: Obrigada pela mensagem de Natal. Lilian (irma da Nydia)”

IIsso mostra o quanto, gestos de amor, marcam vidas para sempre! Obrigada a todos vocês que foram marcados e estão marcando gerações com o amor de Jesus!!!

O.NN